Publicidade

Loading...

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

HUMOR: VINHOS E CACHAÇAS COM NOMES CRIATIVOS! - VAI ARRISCAR?


Vinha do Putto - No Brasil, o nome pode até soar diferente, mas “putto” significa “menino” em Portugal, onde a bebida é produzida na região de Bairrada. É um vinho tinto feito com castas tinta roriz, touriga nacional e cabernet sauvignon.


Vadio - Feito com uva Baga na região de Bairrada, em Portugal, o nome do vinho surgiu quando o português Luís Patrão resolveu dedicar seu tempo ócio à criação da bebida. Sendo assim, nada mais justo que batizá-lo de Vadio.



Rapariga da Quinta - Se alguém chamasse uma mulher por esse nome, ela certamente levaria como ofensa. Para o vinho, porém, o rótulo é um atrativo a mais, pois em Portugal, "rapariga" é apenas o feminino de rapaz. Rapariga de Quinta é um vinho tinto produzido em Alentejano, Portugal, com as castas alicante Bouschet, aragonês e trincadeira.


Quinta do Pinto - Prêmio Revelação do Ano no Guia de Vinhos de Portugal 2011, o Quinta do Pinto é produzido em Lisboa e tem um nome bem curioso.


Periquita - Até 2001, este vinho era produzido apenas com a uva Castelão, também conhecida como “Periquita” em Portugal. No Brasil, porém, o nome gera algumas piadas para os apreciadores da bebida.


Monte dos Cabaços - Não é preciso imaginar demais para adivinhar os trocadilhos gerados com o nome deste vinho. Monte dos Cabaços tem origem portuguesa e é feito com castas alicante bouschet, cabernet sauvignon, syrah e touriga nacional.


Le Vin de Merde - Estranhamente é aquilo mesmo que você está pensando. Produzido na região Languedoc-Roussillon, na França, Le Vin de Merde significa “O Vinho de Merda”. Para completar, o rótulo ainda tem uma mosquinha. Dá para encanar?


Amansa Corno - O nome da cachaça é autoexplicativo. O detalhe fica com o rótulo que indica o estado do consumidor após cada dose. 'Para Abrandar, 1 cálice', 'Para Amansar, 2 a 5 cálices', 'Para Espritar, 6 a 10 cálices' e 'Daí para frente as consequências correm por conta do freguês'.


Na Xoxota - Sem dúvida, a imagem e o nome são autoexplicativos. O rótulo não perde a piada em nenhuma informação, tanto que, logo no topo, a bebida é denomidada como 'Aguardente Azedinha'. Você provaria?


Na Bunda - O rótulo traz a piada pronta. Afinal, não é preciso pensar demais para imaginar pelo menos três trocadilhos com esse nome. E você, já tomou Na Bunda?


Ki Presente - O nome não remete a trocadilhos e nem desperta segundas intenções, mas a ilustração no rótulo não deixa dúvidas de que a Ki Presente é uma cachaça artesanal que vira motivo de várias piadas numa mesa de bar.




Kara de Pau - Além do nome, o rótulo da cachaça traz uma ilustração cômica. Ao lado de três mulheres observando um homem com um nariz que lembra o órgão sexual masculino, está a frase: 'esse cara vive se metendo onde não é chamado'.


Fruta Rara - Produzida em Belo Horizonte, Minas Gerais, a cachaça artesanal Fruta Rara traz um trocadilho no rótulo. Ilustrada com duas mulheres, a garrafa estampa com humor a frase: 'esses frutos são ótimos de comer, mas eu prefiro chupá-los'. 


Cura Veado - Produzida em São Lourenço, Minas Gerais, a cachaça gera trocadilhos. Tanto que a bebida já gerou protesto de uma comunidade de homossexuais do Paraná.


Consola Corno - Como se não bastasse o nome, a Consola Corno também traz um rótulo cheio de ironia. Além da imagem que dispensa explicações, todas as informações trazem humor em frases como: 'Produzida por: Thomás Nabunda', 'Analisada por: Botelho Pinto' e 'Engarrafada por: Levanta Saia'.


Chora no Pau - A cachaça é produzida em Pernambuco e tem um nome bem curioso. O rótulo ainda traz informações com humor, como 'Município de Cacete Armado'.















  




Nenhum comentário:

Postar um comentário