Apresentação / Editorial


BLOG DO FACÓ

Este blog é pretensioso. Não tem caráter regional, é “urbi et orbi” . Ambiciona ser um espaço reservado às artes. Indo da literatura ao cinema, passando pela música, dramaturgia, fotografia e quês tais. Porém, não é e jamais se tornará arrogante. Sua linha mestra se pautará em mostrar o que de melhor se produziu e se produz naquele vasto mundo da criação e do imaginário. Por isso mesmo convoca, para revelá-los, seus mais brilhantes produtores, sobejamente elogiados pela crítica e público, bem como, talentosos desconhecidos, hoje sombras difusas, que aguardam uma única oportunidade para se tornarem visíveis e aplaudidos. Ademais, fala das cidades, de suas ruas, cantos e recantos, da sua gente, da sua alma, da sua arquitetura, dos seus valores culturais e artísticos. Opina, recebe e acata opiniões críticas, por ser, decididamente, um espaço democrático, tribuna livre do pensamento. Mesmo sendo portador de tal bandeira, ele jamais dará voz aos comentários preconceituosos, insidiosos, odiosos, difamatórios, injuriosos.

A ética, a moral e os bons costumes serão o norte da sua bússola.

Aqui, toda colaboração será bem-vinda. Mas, de antemão, avisamos, este blog é apolítico, embora todos nós possuamos pendores e convicções, nesse aspecto. Também, não tem religião. Não obstante, essa afirmativa, nada nos impedirá, nem a vocês, de comentarmos acerca de todas elas, com acato e o respeito, cada uma de per si, incluído o sincretismo religioso.

Acaso tenhamos o sucesso no pretendido, tenham certeza amigos, ele será debitado a todos vocês, embora o título do blog sugira uma promoção ou deificação do nome do seu criador. O que não é verdade. Tal aconteceu, pela necessidade de personificá-lo, de dar a ele um representante físico, único responsável pelas balizas que o nortearão.

Apelo amigos: listem-no como preferido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário